Telefones

+ 55 54 9 9158.0014

+ 55 54 9 9157.4993

Buscar

Tablets em sala de aula: como usá-los a seu favor


Os eletrônicos fazem parte do dia a dia das crianças de hoje. Quem é professora da Educação Infantil já percebeu que no famoso “dia do brinquedo”, tablets e celulares ganharam espaço nas mochilas dos pequenos. As crianças de hoje já nasceram após a revolução tecnológica. Então é apenas óbvio que os tablets façam parte da sua opção de “brinquedo” e que a sua interação com eles seja super natural (não é raro encontrar crianças de 3 anos que operam celulares com mais facilidade do que adultos, e isso não ocorre por elas serem “mais inteligentes”, mas sim porque já nasceram inseridas neste contexto digital).

Apesar de o uso prolongado dos eletrônicos não ser aconselhado para as crianças, é possível integrar esses aparelhos às atividades de sala de aula e conseguir resultados positivos com eles. Explorar os tablets como ferramentas no dia a dia da Educação Infantil pode sim otimizar e colaborar para o aprendizado das crianças.  

Para o professor, entre as vantagens de contar com o tablet está a facilidade na hora de buscar informações e inspirações para as aulas, além de ser ferramenta de auxílio durante elas. Use-o a seu favor.



Para as crianças, os tablets podem ajudar nas atividades como o  aprendizado das letras do alfabeto e números, por exemplo, além de serem muito úteis e fáceis na hora de visualizar imagens. Por exemplo: no dia de ensinar os diferentes tipos de flor, use o tablet para mostrar as imagens de algumas delas em sala de aula (rosa, margarida, jasmim...). Depois, com um passeio pela rua, identifique ao vivo, junto com os alunos, as espécies aprendidas. E, quem sabe na volta, cada um pode escrever, no tablet, o nome da sua flor favorita (ou desenhá-la).

Os jogos também podem ser utilizados em sala de aula a partir do tablet, assim como as contações de histórias (que, em algumas escolas, já são feitas por meio de e-books nos eletrônicos). Claro que os livros tradicionais ainda têm seu espaço: os tablets vêm para agregar, não substituir. E eles não devem ser seus inimigos na escola, mas sim seus aliados na hora de preparar atividades diferentes e interativas.

Lembre-se que a linguagem dos computadores e celulares têm muito a ver com a forma com que as crianças vêem e lidam com o mundo hoje. É importante que os alunos saibam que, além dos eletrônicos, ainda existem outros tipos de brinquedos, pátio, parquinho… e que o tablet está lá para alguns momentos de diversão e também de aprendizado.