Buscar

SOMOS UMA PANELA DE PRESSÃO

CHEGA!!! QUE INFERNO! EU NÃO AGUENTO MAIS!!!


Após esbravejar isso aos seus dois filhos, Lúcia saiu chorando da sala e trancou-se em seu quarto. Há 49 dias em casa, saindo apenas para ir ao mercado, sem poder trabalhar, nem ter um minuto de descanso, ela desmoronou. A relação com Pedro, seu marido, sempre foi boa, mas nesse momento tudo virou de cabeça para baixo. Ambos não conseguiam sequer conversar civilizadamente.

Enrolada nas cobertas, ela lembrou da sua infância e percebeu que estava repetindo as mesmas ações, gritos e angústias de seus pais, tudo o que ela sempre condenou. Um sentimento de culpa e arrependimento arrebatou sua mente e o que já estava ruim, piorou. O que fazer?

O relato acima é de uma amiga, que há alguns dias me ligou pedindo ajuda, pois percebia que tinha chegado ao fundo do poço e não sabia mais como lidar com tanta angústia.

RESPIRA, eu disse. Tudo isso não passa de sintomas de algo muito mais profundo, uma “doença” que costumo chamar de SÍNDROME DA PANELA DE PRESSÃO DESREGULADA. Sei que parece estranho, mas uso essa metáfora para explicar como os indivíduos funcionam. Veja se concorda comigo:


O ser humano é como uma panela de pressão. A sua essência é maravilhosa e ela faz coisas incríveis, em pouquíssimo tempo. Para que a panela funcione, há uma série de combinações que precisam estar alinhadas: água na medida certa, válvula em perfeito estado, borracha de vedação intacta e fogo na intensidade correta. Quando um desses elementos não está bem, a panela de pressão vira um grande perigo, podendo causar danos irreparáveis a ela mesma e àqueles que estão a sua volta, especialmente os mais próximos.

Você também precisa estar equilibrado para que realize coisas incríveis. Quando há algo desregulado em algum ponto do seu corpo/mente, todo o conjunto começa a sofrer. Veja, somos movidos pelas emoções (água na panela), que sofrem a ação de estímulos externos (fogo) e produzem uma pressão (reações dos alimentos), que precisa ser gerenciada (válvula) e não pode ser jogada de qualquer jeito para fora (vedação).


Você já presenciou uma panela de pressão desregulada explodindo?


É como uma bomba dentro da sua cozinha. A minha mãe tinha pavor de panela de pressão, porque uma já havia se desregulado e acabado, literalmente, com tudo que estava a sua volta. Ela teve queimaduras sérias, tendo que ir ao hospital. O trauma foi tão grande que nem ela e tampouco eu e meus irmãos usamos panela de pressão por muitos anos.

Não pense que só em casos extremos ela causa danos! Se você abrir a panela ainda com pressão, ela vai jogar para fora, com violência, tudo o que está fervilhando dentro dela.

Assim somos nós. Quando não conseguimos lidar com determinados estímulos e não sabemos gerenciar nossas emoções, acabamos perdendo o controle e, não raro, destruímos tudo a nossa volta. Relacionamentos são desfeitos. Palavras ferem como lanças. Pais machucam filhos. Casais são separados ou geram relações tóxicas. Viver torna-se um tormento. Por fim, o respeito, que é a base de todas as relações, desaparece. Junto com ele acabam a alegria e o amor.

A boa notícia é que se você conseguir tratar a “doença”, todos os sintomas tendem a desaparecer junto com ela, ou seja, se a “síndrome da panela de pressão desregulada” for resolvida, é bem provável que tudo passe e você não precise mais explodir com ninguém. Para isso, é necessário reorganizar sua mente, equilibrando suas emoções, controlando os estímulos e gerenciando suas ações.


Foi exatamente isso que falei para Lúcia.

Como alguém que estudou a fundo o impacto das emoções na vida das pessoas e ajudou mais de 13 mil alunos a se desenvolverem, eu posso afirmar que se você compreender o que acontece dentro de si, terá condições de adquirir aquilo que chamo de imunidade emocional[1], blindando-se de influências e estímulos negativos. Com isso, terá condições de elevar sua autoestima[2], fator fundamental para fazer suas próprias escolhas, construindo relacionamentos saudáveis, profundos e verdadeiros[3] com todas as pessoas importantes para você. Por fim, quando se sentir equilibrado e poderoso, reencontrará a sua verdadeira razão de viver[4], algo que está longe da realidade daqueles que vivem como uma panela de pressão desregulada.


Foi para ajudar pessoas como a Lúcia e talvez como você, que estão tendo dificuldade em lidar com toda essa pressão, que criamos o Movimento AMAR & SER AMADO. Nossas primeiras ações estão sendo promover o conhecimento e entregar ferramentas para ajudar as pessoas a desenvolverem o seu próprio equilíbrio emocional, impactando positivamente a sua vida e daqueles que estão à sua volta.


Nossa primeira aula online gratuita será nesta QUARTA-FEIRA, dia 13 de maio, às 19h30. Para participar, basta acessar o link

O tema da aula será RELACIONAMENTO TÓXICO – Como perceber e se blindar?


RELACIONAMENTO TÓXICO é aquele que faz mal, impede o outro de crescer, evoluir e ser ele mesmo. Como perceber que você está dentro de um? Como se proteger desse tipo de relação? Como saber se você é uma pessoa tóxica? TUDO ISSO SERÁ REVELADO NESTA AULA! Eu ainda vou lhe entregar dicas poderosas para se blindar emocionalmente e elevar a sua autoestima. AGENDE-SE!

Acredite, você pode recuperar o seu equilíbrio, controlar sua ansiedade, administrar o estresse e ser feliz. Venha AMAR E SER AMADO!!!



Prof. Fernando Tepasse Especialista Emocional, Líder do Movimento Amar & Ser Amado, CEO da Encantare e do Espaço da Arte, ONG que já ajudou mais de 13 mil pessoas a se desenvolverem através da arte, da educação, do trabalho em grupo, da liderança e da inteligência emocional.

Telefones

+ 55 54 9 9158.0014

+ 55 54 9 9157.4993