top of page
Buscar
  • Foto do escritorApp Minha Escola

Entrevista com Goñi Consultoria Nutricional


Estamos de volta com o nosso blog semanal, hoje trazendo um conteúdo especial, pois entrevistamos a nossa parceira, Caroline Goñi, CEO e fundadora da Goñi Consultoria Nutricional.


Na entrevista, você confere a história da Caroline, desde a sua formação, o despertar do interesse pela área da Nutrição, chegando até a criação da empresa que hoje é uma referência na área.


Esperamos que você curta esse bate-papo! E não se esqueça de seguir o @app.minhaescola e a @goniconsultorianutricional no instagram! Boa leitura!


1- Quem é a Carol?

Sou Caroline Goñi, nutricionista, tenho 39 anos, estudei nutrição na PUC-RS, formada em 2005. Fiz pós-graduação em nutrição Materno-Infantil e Educação e Saúde. Atuo na área de nutrição desde a graduação. E depois de formada, iniciei com as consultorias e assessoria para escolas.


Antes, trabalhava em outras áreas, como indústrias, restaurantes, mas sempre priorizando a nutrição escolar, até ter que tomar a decisão de focar somente na área da Educação Infantil para proporcionar um melhor atendimento aos meus clientes.


2- Como se interessou pela área da Alimentação aplicada à Educação?

Na graduação era uma área que eu ainda não tinha tanto conhecimento, assim como a maioria das pessoas que iniciam na graduação, a maioria pensa que irão atender consultórios, fazer dietas, etc...


Mas eu tive uma disciplina, que chamamos de Educação Alimentar e tínhamos algumas oficinas práticas em vários locais de atuação como clínicas geriátricas, escolas... E foi lá que comecei a me apaixonar pela educação infantil.


Desde então, comecei a estudar mais, iniciei o meu TCC que teve relação com essa área de alimentação na Educação Infantil. Fiz algumas oficinas eletivas na PUC, fiz todas voltadas para essa área, por exemplo: psicologia da educação, psicologia e desenvolvimento infantil e inclusive, iniciei uma pós-graduação em psicopedagogia, porém, como foge da área da saúde, acabei não concluindo.


3 - Como surgiu a Goñi?

Me formei no fim de dezembro de 2005. Em março eu comecei a trabalhar na minha primeira escola, como autônoma. Depois em abril, consegui a minha segunda escola, eu mesma fui em busca das escolas.


E naquela época, em 2005, saiu uma portaria estadual aqui do Rio Grande do Sul que obriga a Educação infantil a ter uma nutricionista quando existe uma produção de refeição, então o nicho aumentou bastante no meu ano de formação.


Em 2008, entrei para outra empresa de consultoria, onde eu era uma sócia minoritária. Foi uma época de muito aprendizado, tanto como nutricionista. Cresci bastante na empresa, eu tinha que ir atrás dos meus clientes e aprendi muito com a sócia majoritária.


Porém, como toda a sociedade, existem algumas divergências e em 2015 eu acabei saindo.


Foi no fim de 2015 que abri a Goñi Consultoria, alguns clientes que estavam comigo na outra empresa, migraram junto comigo, preferiram continuar comigo. Comecei sozinha com 5 clientes, mas já com um propósito de ter outras profissionais trabalhando comigo.

Mas tudo de uma forma mais tranquila e sólida. Eu tive uma primeira nutricionista em 2017.


Em 2019, foi quando tomei a decisão de não atender mais restaurantes e focar totalmente nas escolas. Em 2020 tivemos a pandemia, antes da covid-19 chegar, tínhamos 17 escolas.


Durante a pandemia que foi um momento muito complicado para todas as escolas, mesmo com isso, nós somos responsáveis técnicos em saúde e nutrição das instituições, então tivemos muito mais trabalho, com planos de contingência e afins. E a Goñi Consultoria foi referência nessa parte de saúde no período de pandemia.


Desde 2018 em parceria com a @nutriredesenvolver, nós ofertamos cursos para nutricionistas que atuam em escolas, de forma presencial. Com a pandemia, mudamos para a modalidade online, foi quando nós conseguimos atingir todo o país. Hoje temos cursos em plataformas, com mais de 250 alunos que falamos diariamente por meio de grupos.


Durante a pandemia fomos pioneiras em fazer um plano de contingência que as escolas precisavam e colocamos à venda, com mais de 300 vendas para escolas e nutricionistas, nos tornamos referência, pois, estávamos juntas com as escolas, ajudando e pensando em todos os processos para o retorno às atividades.


E com a alta demanda no período pandêmico, nós conseguimos crescer bastante e conquistar mais clientes. No primeiro mês de retorno, tivemos mais 5 contratos. E fomos aumentando a nossa equipe anualmente, hoje somos em 6 nutricionistas atuando em mais de 40 escolas em Porto Alegre e região metropolitana.


4 – Como você se sente ajudando diversas Escolas pela região?

A gente foca muito nas crianças, trabalhamos com cardápios muito variados e com baixo custo, oferecemos uma alimentação natural, sem produtos industrializados e ultraprocessados.


Conseguimos juntar o custo baixo com alimentação de qualidade. Nós fizemos um trabalho sempre em parceria com a família, principalmente no pós-pandemia, que existem muitas crianças seletivas.


Por isso, trabalhamos com a nutrição afetiva, que consiste em considerar a individualidade de cada criança. Nós temos um cardápio coletivo, que serve toda a escola, mas temos diversas situações que a criança tem algum transtorno alimentar ou qualquer dificuldade.


Então, a gente conversa, acolhe a família e tentamos rever essa rotina da criança, de maneira individual, para que ela possa se alimentar e se sentir inserida dentro da rotina alimentar da escola.


Se tiver que fazer qualquer adaptação, a gente faz. Esse atendimento mais individualizado, é uma das propostas da Goñi Consultoria que as escolas apreciam bastante.


Trabalhamos muito educação alimentar, temos projetos bem diferentes em relação a outros profissionais. Além disso, temos alguns parceiros de outras áreas da saúde, como o suporte técnico de uma clínica pediátrica, uma parceira que faz curso de primeiros socorros, que é uma obrigatoriedade nas escolas.


5 – Como é o seu dia a dia com a Agenda Digital, quais são as funcionalidades que você mais usa?

Eu uso muito Agenda Digital e acho muito útil. Pois conseguimos ter um canal de comunicação direto com a Nutricionista da instituição, pois nós não conseguimos estar sempre na escola, geralmente vamos 4 horas por semana, em média.


Porém, conseguimos olhar diariamente a agenda e manter uma relação próxima com as famílias, conseguimos centralizar todas as informações e se o responsável precisa resolver uma questão alimentar, ele consegue fazer isso direto com a nutricionista e pelo aplicativo.


Isso facilita muito a comunicação e demonstra seriedade do setor de nutrição e passa uma segurança maior, para as famílias, por estarem falando direto com uma profissional da área da nutrição. Além disso, o cardápio estar sempre a disposição dos pais, também enviamos comunicados de saúde e a avaliação antropométrica, tudo pela Agenda Digital.




42 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page