Buscar
  • App Minha Escola

Dicas de brincadeiras e atividades para o Mês das Crianças


No mês de outubro comemoramos o Dia das Crianças. Esta data ficou bastante popular no Brasil a partir da década de 50, mesmo que já esteja oficialmente no calendário nacional desde 1924.


Para além de um dia para presentear e estar perto, esta é uma importante data para refletirmos sobre os direitos das crianças e promovermos atividades e brincadeiras que valorizem as infâncias.


Em 1959 foi publicada a Declaração Universal dos Direitos das Crianças pela UNICEF, que garante às crianças e adolescentes o amparo já presente na Declaração dos Direitos Humanos e amplia sua abrangência, tratando de situações específicas dessa faixa etária.


Veja os direitos assegurados pelo documento:


  1. Direito à igualdade, sem distinção de raça religião ou nacionalidade;

  2. Direito à especial proteção para o seu desenvolvimento físico, mental e social;

  3. Direito a um nome e a uma nacionalidade;

  4. Direito à alimentação, moradia e assistência médica adequadas para a criança e a mãe;

  5. Direito à educação e a cuidados especiais para a criança com deficiência física ou intelectual;

  6. Direito ao amor e à compreensão por parte dos pais e da sociedade;

  7. Direito à educação gratuita e ao lazer infantil;

  8. Direito a ser socorrido em primeiro lugar, em caso de catástrofes;

  9. Direito a ser protegido contra o abandono e a exploração;

  10. Direito a crescer dentro de um espírito de solidariedade, compreensão, amizade e justiça entre os povos.


Apesar de já bem antigos, muitos destes direitos ainda não são garantidos a todas crianças e adolescentes do planeta, por isso precisam ser relembrados e colocados em pauta por aqueles que se preocupam com a promoção de infâncias saudáveis.


Além disso, cabe destacar que todos nós, pais, familiares, cuidadores, educadores e sociedade em geral, temos responsabilidade na formação e desenvolvimento das crianças do planeta, por isso precisamos contribuir na luta para que estes direitos façam parte do dia a dia dos pequenos.


Como a escola pode ajudar na promoção dos direitos das crianças?


Existem diversas formas de exercitar os direitos das crianças dentro da escola, que tal aproveitar o mês das crianças para iniciar isto no dia a dia?


Uma forma importante de fazer com que as crianças tenham seus direitos respeitados é promover assembleias e participação nas decisões desde a infância.


Com as crianças bem pequenas, por exemplo, podemos propor momentos em que a turma tome decisões em conjunto como escolher o dia em que a atividade será realizada no pátio da escola; definir formas de ajudar o(a) educador(a) nas tarefas do dia a dia; estabelecer momentos de escolha entre determinadas brincadeiras ou atividades a serem realizadas...


Uma forma legal de exercitar isto desde a Educação Infantil é, no momento de guardar os brinquedos, questionar: “Vocês preferem guardar os brinquedos agora ou daqui a 5 minutos?”, além de promover a escolha, você está ensinando sobre responsabilidade com as escolhas que fazemos, afinal, seja agora ou em 5 minutos, a turma precisará respeitar a decisão da maioria e organizar os brinquedos.


Com as crianças um pouco maiores, as assembleias já podem ser organizadas de forma a pensar soluções para os problemas da escola, criar grupos de trabalho a partir de demandas levantadas, escolher lideranças para a turma...


Estas ações ajudam na promoção da democracia e fazem com que as crianças compreendam que sua opinião e participação nas decisões é importante e será valorizada e respeitada pelos adultos.


As crianças precisam conhecer seus direitos, por isso trabalhar esta questão desde a infância é importante. Há diversos livros que podem ser utilizados para abordar isso com os pequenos, uma dica é o livro “Os direitos das crianças” de Ruth Rocha.


Que tal promover uma contação da história e depois propor que as crianças criem outros direitos que elas acreditem ser necessários e importantes na infância?


Depois, em assembleia, os pequenos podem discutir quais destes direitos devem ser adotados pela turma, ou pela escola, incorporando-os na rotina escolar.


O brincar também é direito das crianças, por isso promover atividades que valorizem as brincadeiras na escola é fundamental.


Veja agora algumas dicas de brincadeiras que podem ser propostas não só em outubro, mas em qualquer outro mês do ano:


Caça ao tesouro


Antes de propor a brincadeira, esconda um baú (ou uma caixa) em algum local da escola com um conteúdo divertido. Podem ser livros, brinquedos, fantoches ou até mesmo uma cesta de piquenique.


Faça um mapa que ajude as crianças a encontrar o tesouro. A complexidade do mapa depende da faixa etária das crianças e de suas habilidades de leitura e localização espacial.


Você também pode espalhar dicas com pessoas da escola ou em locais estratégicos. Quando o tesouro for encontrado, valorize a descoberta das crianças, comemorem a conquista e desfrutem do conteúdo do baú de forma colaborativa.


Circuito motor matemático


Esta brincadeira pode ser adaptada para diferentes faixas etárias. Organize no pátio da escola um circuito motor com bambolês, pneus, cones, bolas ou outros materiais que a escola tenha à disposição.


Em uma das etapas deste circuito deixe um desafio matemático a ser resolvido. Pode ser resolver um cálculo, contar uma quantidade de objetos, empilhar materiais... O importante é que o desafio seja adequado ao público que está realizando.


Por exemplo: com crianças de 3º e 4º ano do Ensino Fundamental você pode deixar uma multiplicação para ser resolvida, a criança só conclui o circuito quando encontrar o resultado correto do cálculo, este resultado pode estar escondido em peças ou materiais espalhados pelo circuito. Se você dividir a turma em equipes, a brincadeira fica ainda mais divertida.


Pintura com tintas naturais


Nada mais divertido do que utilizar diferentes suportes para pintar, não é mesmo? E se pudermos criar nossas próprias tintas? Utilize alimentos com pigmento natural (como beterraba, cenoura e espinafre) e água para criar tinas naturais.


É só triturar o alimento junto com água e se divertir! Com as crianças bem pequenas o próprio corpo pode servir como suporte para pintura, afinal esta tinta é segura para os pequenos e pode ser ingerida.


Com as crianças maiores a calçada da escola pode ser um local diferente para pintar! Após, uma lavagem com água já resolve a sujeira e a experiência será muito enriquecedora.

Seja em outubro ou nos outros meses do ano, garanta momentos felizes na escola proporcionando brincadeiras e atividades divertidas, sempre respeitando os direitos das crianças.

Lembre que a escola é local de criança feliz!

22 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo