Telefones

+ 55 54 9 9158.0014

+ 55 54 9 9157.4993

Buscar

A de alfabetizar...

A alfabetização da criança inicia muito antes de ela começar a ler e escrever, é um processo gradativo de compreensão de conceitos básico que antecedem a leitura e escrita. Para tanto, os educadores desde a educação infantil precisam estar envolvidos no processo, mas não ensinando a criança o alfabeto, e a escrita propriamente dita, mas sim os conceitos que vão preparar a criança para uma alfabetização segura. E esses conceitos sendo inseridos desde a educação infantil vão criar a base, construir o alicerce, para a iniciação da leitura.

Existem vários métodos de alfabetização, alguns não tão assertivos, fazendo com que muitas crianças cheguem ao final do primeiro ano do ensino fundamental sem estar lendo e escrevendo, uma angústia imensa para os pais e professores.

O Método das Boquinhas criado pela fonoaudióloga Renata Jardini, está apresentando resultados bastante satisfatórios e que os professores que utilizam relatam experiências riquíssimas, de sucesso das crianças que aprendem através do som das letras. Para vocês entenderem um pouco mais sobre o método criado pela fonoaudióloga e psicopedagoga Renata Jardini, a fonoaudióloga Cintia Costamilan, explica:

O Método das Boquinhas é um método de base multissensorial, ou seja, fônica-vísuo-articulatória (som - letra – articulema), dessa forma propiciando rapidez e segurança na associação do fonema ao grafema uma vez que é uma Metodologia Sintética, Concreta e Sinestésica e acrescenta o diferencial do articulema (boquinha), contribuindo para o real aprendizado na alfabetização e recuperação da leitura e escrita. Pode ser usada na íntegra, como Metodologia adotada pela escola, ou apenas como uma ferramenta de trabalho para a conversão grafofonêmica de algumas crianças. A criança aprende de forma concreta pois a aprendizagem passa pelo seu corpo e a memorização ocorre a nível cerebral.



O Método das Boquinhas é de fácil aplicabilidade e compreensão e tem sido utilizado em salas de aula com todas as crianças (alunos comuns e outros com dificuldades de aprendizagem). Ele traz grande e positivo impacto sobre os resultados na aprendizagem e na autoestima do professor e do aluno, desde as séries iniciais até o grupo da EJA. Resultado semelhante tem sido observado na terapêutica clínica.

Os materiais de apoio (livros e jogos) facilitam a aplicabilidade desse método que foi pensado e estudado para que a aprendizagem parta do simples para o complexo com uma progressão que faz muito sentido para a criança. Os resultados são incríveis e quem usa sabe disso.


Lúcia Helena Sgorla

Pedagoga idealizadora do Na Ponta do Lápis – Espaço da Criança